Reforma da Previdência reduz incorporações de gratificações a servidores

A proposta de reforma da Previdência do presidente Jair Bolsonaro limita a incorporação, nas aposentadorias e pensões de servidores, de ganhos adicionais como gratificação por cargo de confiança. A medida atinge o funcionalismo, principalmente de estados e municípios. Os mais afetados são os servidores públicos que ingressaram no sistema antes de 2003. O impacto será maior para os professores e profissionais do setor de saúde, como médicos, dentistas e enfermeiros, diz o Extra.

O texto da reforma, encaminhado ao Congresso na semana passada, também mexe na fórmula de cálculo do valor do benefício para impedir iniciativas que tentam turbinar o período de contribuição em busca de uma aposentadoria de maior valor.

28/02/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)