McDonald’s demite presidente-executivo por caso com funcionária

A rede de fast-food McDonald’s demitiu Steve Easterbrook da direção executiva da empresa. A justificativa foi quebra nos princípios da companhia após relacionamento entre o CEO e uma funcionária da companhia.

A votação entre os diretores que culminou no afastamento de Easterbrook foi realizada na última 6ª feira (1º.nov.2019), tendo o resultado sido divulgado somente neste domingo (3.nov.2019). Chris Kempczinski assume a função de presidente-executivo da rede.

Em maio, a empresa reformulou sua política de assédio, sob pressão de funcionários, advogados trabalhistas e integrantes do Congresso. Em uma carta, Steve Easterbrook disse à senadora norte-americana Tammy Duckworth, do estado de origem da rede, Illinois, que a empresa melhorou sua política e está comprometida em “garantir 1 local de trabalho sem assédio e sem preconceitos“.

Chefe-executivo desde 2015, Steve Easterbrook foi encarregado por 14.000 restaurantes nos EUA. Há duas semanas, o McDonald’s registrou queda de 2% no lucro líquido do 3º trimestre, enquanto gastava muito em remodelagem de lojas e expansão do seu serviço de entrega. No entanto, o preço das ações da empresa caiu 7,5% desde então –apesar de ainda aumentar 9,2% ao ano.

Dados os valores da empresa, concordo com o conselho de que é hora de seguir em frente“, disse Easterbrook em e-mail enviado aos funcionários publicado pelo jornal The Guardian.

04/11/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)